Brasil

Manaus

Rio Negro sobe 24 centímetros em quatro dias

Rio Negro vive o chamado "repiquete", que é o efeito sanfona das águas. Cenário começou a mudar no sábado (18), quando o Porto de Manaus registou a subida das águas.


De ontem para hoje o Rio Negro subiu 13 cm. Está 13,33 m, acima do nível do mar. Após o repiquete já encheu 37 cm. Foram nove dias seguidos de instabilidade depois de uma vazante histórica.

O Rio Negro voltou a subir em Manaus, é o que aponta os dados do Porto da cidade, que monitora o nível das águas, e confirmam que o rio subiu 24 centímetros em quatro dias.

Continua depois da Publicidade

Em 2023, o Rio Negro viveu a pior seca em mais de 120 anos de medição. O problema isolou comunidades rurais, fechou escolas e mudou a paisagem da cidade, que vive às margens do rio.

Porto de Manaus e Manaus Moderna em 16 de outubro de 2023, data em que o Rio Negro atingiu a maior seca em 121 anos. — Foto: William Duarte/Rede Amazônica

Foram mais de 130 dias de vazante. No entanto, no dia 28 de outubro, o rio voltou a subir e seguiu assim até o dia 7 deste mês. Nesse período, as águas se elevaram em 44 centímetros.

No entanto, a partir do dia 8, o rio voltou a descer, vivendo o chamado “repiquete”, que é o efeito sanfona das águas. Foram nove dias, nos quais o Rio Negro desceu 26 centímetros.

Já na sexta-feira (17), o rio ficou imóvel, ou seja, não subiu e nem desceu. O cenário mudou no sábado (18), quando o Porto voltou a captar registros de subida das águas.

Fonte: G1