AnúncioAnúncio

Brasil

Economia

Criptomoedas podem alavancar resultados e conquista de metas financeiras

Planejamento, gestão de risco e capacitação são capazes elevar ganhos de investidores que desejam expandir renda passiva.


Praticamente um a cada quatro brasileiros (37%) investe em produtos financeiros, segundo a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). O índice cresce a cada ano e a diversificação dos aportes é uma das principais apostas do mercado financeiro para atrair mais investidores e melhorar a gestão de risco e retorno. Nesse cenário, as criptomoedas estão ganhando destaque e podem ser ferramentas eficazes para impulsionar os resultados e auxiliar na obtenção das metas financeiras.

As criptomoedas, que são ativos digitais protegidos pela criptografia e a transparência da blockchain, permite que investidores aloquem seus recursos em uma nova classe de ativos negociada 24 horas por dia, em todo o mundo. Esses investidores podem comprar criptomoedas em bancos (ainda com oferta restrita) ou plataformas globais que oferecem centenas de tokens (como são chamadas as critpomoedas), distribuindo os recursos de forma a diversificar risco e retorno. Atualmente, a Binance, maior exchange global e volume de negócios e número de usuários, por exemplo, tem mais de 300 diferentes tokens listados, e alguns pares em Real brasileiro, o que permite a compra e o saque imediato na moeda fiduciária nacional.

Continua depois da Publicidade

Originalmente um ativo de investidores individuais, cada vez mais os investidores institucionais como fundos, gestoras e empresas em sua gestão de fundos próprios têm aumentado a alocação em criptomoedas para alavancar resultados financeiros e a oferta para clientes.

Apesar da bitcoin ser a moeda digital mais conhecida, há milhares no mundo, que despertam curiosidade, e geraram desconfiança e dúvidas porque pouco se sabe sobre elas – Foto: reprodução

Quem já ouviu falar de criptomoedas, provavelmente teve acesso a esta nova realidade dos ativos digitais pelo Bitcoin. Desde sua criação, em 2009, o mercado se desenvolveu e dezenas de outras criptomoedas passaram a disputar o espaço na carteira dos investidores. Movimento positivo, mas que não desbancou o Bitcoin como principal cripto do mercado: é a mais conhecida, negociada e valiosa.

Alguns fatores não apenas explicam a resiliência do Bitcoin ao longo dos anos como sugerem um futuro ainda mais promissor para o ativo. Mesmo os questionamentos sobre a segurança e estabilidade do Bitcoin como um ativo financeiro, em meio à oscilação de valor da cripto, iniciativas regulatórias e à chegada de concorrentes, tiram o brilho da moeda criada por Satoshi Nakamoto (que, na verdade, não tem sua identidade revelada).

A moeda virtual mais utilizada no mundo permite transações financeiras sem intermediários sem a necessidade de uma autoridade monetária, como um Banco Central ou governo para sua emissão e definição de valor. É segura porque tem como base a tecnologia blockchain que permite a criação de um registro público e aberto das transações realizadas com o Bitcoin, o que impede o double-spending (ou uso em duplicidade).

Como definir metas financeiras?

O primeiro passo para compreender a melhor fonte de investimento é definir as metas financeiras, os objetivos para controlar e gerenciar finanças. É importante deixar claro que existem muitas maneiras de atingir metas financeiras, que vão desde a monetização do seu hobby até a elaboração de um plano de investimento aprofundado. À medida que a indústria de criptomoedas cresce, ela se torna outra ferramenta potencial para auxiliar no cumprimento dos objetivos pessoais.

Os especialistas em finanças também recomendam criar metas realistas e definidas dentro de prazos específicos, de curto, médio e longo prazo. Metas de curto prazo podem ser alcançadas dentro de alguns meses ou um ano, médio prazo (como quitar dívidas ou economizar para a investir na educação de seu filho) até cinco anos e metas de longo prazo (como comprar um imóvel ou investir em um fundo de aposentadoria) mais de cinco anos.

Ao analisar o contexto da busca por objetivos financeiros, duas abordagens principais ganham destaque: a redução de gastos e o aumento de receitas. Para diminuir os custos, o ideal é fazer um monitoramento criterioso dos gastos registrando todas as despesas. Depois disso, é o momento de estabelecer um orçamento para ajustar os padrões de consumo e eliminar despesas supérfluas.

Na outra ponta, a busca por oportunidades de renda adicional é fundamental. Isso pode incluir a procura por empregos de meio período, a exploração da gig economy ou até mesmo o empreendedorismo. Além disso, a renda passiva também merece destaque como uma forma de aumentar os ganhos financeiros. Esse tipo de renda é obtido sem a necessidade de trabalho ativo e pode derivar de diversos investimentos, como criptomoedas, forex, ações, títulos, royalties de propriedade intelectual ou aluguel de imóveis.

A Binance tem uma ferramenta chamada Binance Earn, que permite que os usuários da exchange ganhem renda passiva com as criptomoedas de sua carteira. Funciona como uma poupança, mas rendendo ganhos em relação aos ativos digitais que o usuário tem, que chegam a até 45% em certas criptomoedas.

O Banco Central  prepara positivação das normas jurídicas que regularão o processo de obtenção, manutenção e de cancelamento e autorização para corretoras de criptomoedas operem no Brasil – Foto: reprodução

A hora das criptomoedas para atingir as metas financeiras

A possibilidade de abrir um negócio de revenda de criptomoedas também se apresenta como uma alternativa para gerar lucros adicionais. A comercialização de Gift Cards cripto, que permitem a recarga de contas e o pagamento por bens e serviços de forma conveniente e segura, pode representar uma oportunidade de empreendedorismo rentável.

Para aqueles com habilidades artísticas, a monetização por meio da criação de tokens não fungíveis (NFTs) pode ser uma estratégia interessante. O mercado de bilhões de dólares para NFTs oferece um espaço onde artistas podem desenvolver suas obras e itens de mídia, transformando seus hobbies em empreendimentos lucrativos.

Conteúdo educacional ajuda nas tomadas de decisão

Investir em criptomoedas pode ser parte de uma estratégia de diversificação de portfólio, levando em consideração sua tolerância ao risco e estilo de investimento. Para auxiliar os investidores, a Binance, maior provedora global de infraestrutura para o ecossistema blockchain e de criptomoedas, possui uma plataforma educacional online, a Binance Academy, e acompanha toda a jornada de quem decide mergulhar nesse universo.

O objetivo é fornecer conteúdo educacional e acessível sobre blockchain, criptomoedas, finanças descentralizadas (DeFi) e tecnologias relacionadas. A ferramenta oferece recursos como artigos, vídeos, cursos e glossários, projetados para ajudar usuários de todos os níveis de experiência a entender os conceitos fundamentais e avançados do espaço cripto.

Gerenciando riscos

Segundo especialistas em finanças, o gerenciamento de risco é uma ferramenta essencial para obter sucesso em investimentos ou operações de negociação. Uma prática comum é investir apenas montantes cuja perda não acarretará em falta de capacidade para arcar com compromissos e implementar estratégias para proteger seus investimentos. Para aqueles que estão iniciando, é recomendável a leitura do Guia Básico de Gerenciamento de Riscos, a fim de aprender a administrar seus ativos com responsabilidade.

Para todos os investidores, a recomendação é evitar decisões precipitadas ou baseadas em impulsos quando surgem oportunidades financeiras, incluindo aquelas relacionadas a criptomoedas ou não. Afinal, adotar uma mentalidade de “alto risco, alta recompensa” pode resultar em consequências adversas, afastando o investidor de seus objetivos financeiros.