Internacional

Europa

Barras de ouro esquecidas em trem na Suíça serão doadas à Cruz Vermelha

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) receberá 120 barras de ouro encontradas em um trem na Suíça há quatro anos. O dono até hoje não apareceu para reivindicá-las, anunciaram as autoridades suíças nesta sexta-feira (25).


Em outubro de 2019, um controlador ferroviário descobriu um saco plástico esquecido, ou deixado, em um trem que ia da localidade suíça de Saint-Gall (leste) para Lucerna, no centro do país. Dentro havia um pacote branco com a mensagem escrita: “Envio de objetos de valor para o CICV”.

Dentro do misterioso pacote, havia 120 barras de ouro, que pesam 3,7 quilos. Com base na cotação atual do ouro, a doação a ser recebida pelo CICV está avaliada em cerca de US$ 226 mil (R$ 1,1 milhão).

Continua depois da Publicidade

Apesar de uma longa investigação, a polícia suíça não conseguiu identificar o proprietário das barras, nem encontrar qualquer indício que as conectasse a alguma atividades criminosa.

Voluntários da Cruz Vermelha socorrem uma mulher em um bairro de Kherson, na Ucrânia Foto: Evgeniy Maloletka (AP)

Organização enfrenta dificuldade financeira

“Como o ouro estava em um pacote dirigido ao CICV, podemos presumir que o proprietário desconhecido queria entregá-lo a essa organização”, afirmou a Promotoria em um comunicado.

“Agradecemos essa generosa doação ao CICV”, reagiu hoje pela manhã um porta-voz da Cruz Vermelha, que atravessa uma situação financeira complicada. A organização registra uma queda nas doações em razão da inflação e da concentração dos esforços na guerra da Ucrânia.

O CICV lembrou, no entanto, que prefere receber doações pelos canais tradicionais, em vez de um pacote abandonado no vagão de um trem.

(Com informações da AFP)