AnúncioAnúncio

Amazonas

Manaus

Que Brasil é este?’: Maria do Carmo Seffair destaca olhar social e pensamento crítico no lançamento do livro de Samuel Hanan

Em evento de lançamento do livro “Brasil – que Brasil é este?” Maria do Carmo destacou o papel da universidade na formação de uma sociedade mais justa e igualitária.


“Temos que nos conscientizar de que somos nós, a população, os responsáveis por colocar o país em rota de crescimento. É preciso estimular o pensamento crítico na sociedade.” A frase, realista e emblemática, é da empresária e reitora do Centro Universitário Fametro, Maria do Carmo Seffair, e foi proferida na noite de terça-feira, 26/3, durante o lançamento do livro “Brasil – que Brasil é este?” do empresário, professor e vice-governador do Amazonas, Samuel Hanan, e do jurista Ives Gandra da Silva Martins.

O evento foi realizado na unidade 2 da Instituição, na avenida Djalma Batista, zona Centro-sul, e reuniu professores, alunos e autoridades do Estado, como o desembargador Flávio Pascarelli, atual diretor da Escola Superior da Magistratura do Amazonas, e o ex-prefeito de Manaus e atual secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Serafim Corrêa.

Continua depois da Publicidade

Foto: divulgação

Durante a abertura, Maria do Carmo destacou o papel da universidade na formação de uma sociedade mais justa e igualitária.

“Há mais de 20 anos investimos em educação. E, quando digo isso, falo no sentido mais profundo da palavra educação, refiro-me a formar cidadãos críticos, ávidos por cidadania e valores democráticos. Precisamos, urgentemente, restabelecer as boas práticas no Brasil e isso só é possível por meio da política e da escolha consciente de bons representantes”, reforçou a reitora da Fametro.

O livro “Brasil – que Brasil é este?” é uma parceria entre a Escola Superior da Magistratura do Amazonas (Esmam), a Academia de Ciência e Letras Jurídicas do Amazonas (ACLJA) e o Sindicato dos Auditores Fiscais de Tributos Estaduais do Estado do Amazonas (Sindifisco-AM).

“Tenho me feito essa pergunta: ‘que Brasil é este?’ E descobri que somos o país dos privilégios, da impunidade, dos maus políticos. Transformaram o Brasil de ‘o país das oportunidades’ para o país das oportunidades perdidas, porque somos um país rico com um povo pobre pela ação dos maus políticos”, criticou o autor da obra, Samuel Hanan.

Ives Gandra não pôde estar presente na solenidade, mas enviou um vídeo no qual destacou que o livro traz uma profunda reflexão sobre os problemas do Brasil, incentivando o olhar crítico dos leitores para que possam buscar mudanças e melhorias sociais.

Fotos: Frank Pereira
com informações da Assessoria de Imprensa