Política

Argentina

O ultraliberal Javier Milei vence 2º turno; mais de 98% das urnas já foram apuradas

Sergio Massa, candidato governista, já reconheceu a derrota e cumprimentou o ultraliberal Javier Milei. Economista ultraliberal, Milei chega ao poder com discurso radical antipolítica e pautas ultraliberais. Ele prometeu na campanha dolarizar a economia e fechar o Banco Central.


A Argentina elegeu neste domingo, 19, Javier Milei como novo presidente do país. Com 98,93% das urnas apuradas, o deputado somava 55,72% dos votos, ante 44,27% de Sergio Massa, ministro da Economia. Milei foi anunciado vencedor das eleições presidenciais da Argentina por volta de 20h20 deste domingo. A apuração dos votos seguia em curso, mas, com cerca de 90% dos votos apurados na altura, Milei já estava matematicamente eleito.

Massa reconheceu a derrota em discurso por volta das 20h10. “Falei com Milei, para felicita-lo e desejar sorte, porque é o presidente que a maioria dos argentinos elegeu para os próximos quatro anos”, discursou Massa. “O mais importante é deixar aos argentinos a mensagem de convivência, o diálogo e a paz ante tanta violência, é o melhor caminho que podemos percorrer”, prosseguiu.

Continua depois da Publicidade

Milei venceu na Espanha e na Itália

Segundo informações do jornal Clarín, na Espanha, o ultraliberal Javier Milei venceu por 69% do votos válidos contra 31% do atual ministro Sergio Massa. Foram 7.765 votos para o candidato do La Libertad Avanza, enquanto Massa teve 3.541 votos. Não houve brancos ou nulos no total de 11.306 eleitores no país europeu. Milei também foi o escolhido na Itália, onde  recebeu 58% dos votos, enquanto Massa teve 39%. Cerca de 542 argentinos votaram.

Quem é Fátima Florez, namorada do novo presidente da Argentina

Fátima Florez é uma atriz e comediante argentina. Ela ficou conhecida por sua relação com Javier Milei (La Libertad Avanza), que venceu o segundo turno das eleições presidenciais da Argentina neste domingo (19).

Ela é a mais conhecida e provavelmente uma das melhores imitadoras de Cristina Fernández de Kirchner, atual vice-presidente da Argentina, no país. Há alguns meses, Florez engatou um romance com Milei, que ficou conhecido por insultar o que chama de “casta política” e principalmente o kirchnerismo, com o qual disse que busca acabar.

Com a eleição de Milei como novo presidente da Argentina, Florez poderá se tornar primeira-dama e morar na residência presidencial de Olivos. Esse é o local onde a verdadeira Cristina Fernández de Kirchner viveu por 12 anos: primeiro como primeira-dama, entre 2003 e 2007, e depois como presidente até 2015.

Quem é Fátima Florez

Além de seu famoso romance, Fátima Florez é uma conhecida atriz e comediante que há anos lota os teatros da Argentina, principalmente com seus shows onde imita inúmeras pessoas. Ela também participou de programas de TV de sucesso como Periodismo para todos, apresentado por Jorge Lanata, e Bailando por un Sueño, com Marcelo Tinelli.

“Nunca acreditei que um programa político me desse tanta popularidade, um prêmio Martín Fierro (o maior prêmio da TV local). É o sonho de todos os atores e poderá ser realizado graças à personagem Cristina”, disse ela à CNN em 2014.

Candidato presencial argentino Javier Milei junto à namorada Fatima Florez no Teatro Cólon, em Buenos Aires, Argentina em 17/11/2023 – Foto: Ramiro Souto

Mesmo quando é convidada para entrevistas na televisão, é comum que lhe peçam para fazer uma série de imitações, uma após a outra. E ela é capaz, sem máscaras ou fantasias, de encarnar mais de vinte personagens que vão desde atrizes e apresentadores da TV argentina a políticos como a atual vice-presidente e até figuras internacionais como Madonna, Shakira e Xuxa.

“É preciso muita pesquisa, concentração e assistir milhões de vídeos para realmente captar o que é a alma do personagem, a psicologia. A cor da voz também é muito importante, os gestos, os movimentos compõem o personagem como um todo”, explicou em entrevista à CNN em 2016.

Seu nome verdadeiro é María Eugenia, sendo Fátima seu nome artístico. Ela tem 42 anos e cresceu em Olivos, bairro da periferia da capital argentina onde fica a residência presidencial. Seu pseudônimo, como ela mesma contou em inúmeras entrevistas, foi adotado por sugestão do ex-marido, Norberto Marcos, que conheceu no Peru quando foi trabalhar em 2001 e que até o início do ano também foi seu produtor histórico.

Após 22 anos, a separação afetiva e profissional ocupou espaço em programas e portais de entretenimento locais no início do ano, assim como o novo romance com o presidenciável.

Com informações da CNN, Reuters e  Iván Pérez Sarmenti