Internacional

África

Veja vídeo: ONU distribui alimentos a 600 mil pessoas no Sudão

As operações do Programa Alimentar das Nações Unidas retomaram as operações no Sudão, após uma suspensão temporária devido ao conflito no país.


Programa Alimentar Mundial (PAM) das Nações Unidas já distribuiu alimentos e ajuda nutricial a 600 mil pessoas no Sudão desde que voltou ao terreno, nesta sexta-feira (26).

O PAM chegou a três dos cinco Estados do Darfur – Darfur do Norte, Darfur do Sul e Darfur Oriental – e planeia iniciar a distribuição no Darfur Central nos próximos dias.

Continua depois da Publicidade

A informação, revelada pela ONU, surge após a agência humanitária ter suspendido as operações no país, a 16 de abril, na sequência da morte de três funcionários vítimas dos confrontos.

Apesar de um cessar-fogo em vigor no papel, os combates esporádicos mantêm-se sem sinal de acabar.

Ainda esta sexta-feira, o exército sudanês apelou a um reforço das tropas aos rerservistas e soldados reformados e pediu às Nações Unidas que afastassem o enviado especial no Sudão.

Entenda o programa

Melhorar a alimentação e a qualidade de vida dos povos mais vulneráveis em movimentos críticos de suas vidas; Ajudar no desenvolvimento de recursos próprios e promoção de auto-sustentabilidade de povos e de comunidades pobres, particularmente com os programas de trabalho intensivo.

Atividades

Em 2006, a PMA distribuiu 4 milhões de toneladas de alimentos a 87,8 milhões de pessoas em 78 países; 63,4 milhões dos beneficiados foram ajudados em operações de emergência, incluindo vítimas de conflitos, desastres naturais e dificuldades econômicas em países como Quênia, Líbano e Sudão. As despesas diretas alcançaram U$$ 2,9 bilhões, com a maior parte do dinheiro sendo gasto em Operações de Emergência e nos Casos de Necessidade Imediata. A maior operação da PMA em 2006 ocorreu no Sudão, onde o programa alcançou 6,4 milhões de pessoas. Em segundo e em terceiro lugar estão, respectivamente as operações na Etiópia e no Quênia.

A PMA foca sua ajuda nas mulheres e crianças, com o objetivo de erradicar a fome infantil. Em 2005, o auxílio alimentar foi fornecido a 58,2 milhões de crianças, 30% menores de cinco anos. Em 2006, a PMA ajudou a 58,8 milhões de crianças famintas. A merenda escolar e/ou os programas de alimentação domiciliar em 71 países ajudam a estudantes focar em seus estudos e incentivam os pais a enviar as crianças, especialmente as meninas, à escola.