Política

Amazonas

Delegado Péricles crítica Marina Silva por falta de ações no enfrentamento das queimadas e da seca no Amazonas

Péricles informou que vai conversar com os demais deputados e sugerir que a Aleam possa emitir uma nota de repúdio contra ministra do Meio Ambiente.


O deputado Delegado Péricles (PL), usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) para criticar a falta de ações efetivas do Ministério do Meio Ambiente e do Governo Federal, para ajudar no combate às queimadas e a estiagem que atingem o estado do Amazonas. Segundo a Defesa Civil, mais de 111 mil pessoas já foram afetadas com a estiagem em todo o estado. Nesta quinta-feira (28), Manaus amanheceu, mais uma vez, coberta por fumaça decorrente das queimadas.

Foto: reprodução

“Cadê a ministra Marina Silva? Ela não aparece aqui, ela não fala nada sobre o assunto. Agora para ser contra a BR-319, que trará mais desenvolvimento para o Amazonas, ela é uma das primeiras a levantar bandeira. O governador Wilson Lima já direcionou recursos, mas apenas o estado não é suficiente. Precisamos que o Governo Federal também ajude e autorize as forças armadas para atuar no combate desses problemas”, criticou.

Continua depois da Publicidade

Péricles informou, ainda, que vai conversar com os demais deputados e sugerir que a Aleam possa emitir uma nota de repúdio contra ministra Marina Silva, que nada tem feito para ajudar nos graves problemas ambientais que o Amazonas enfrenta.

Foto: reprodução

Um aplicativo Sistema Eletrônico de Vigilância Ambiental (Selva), desenvolvido por pesquisadores da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), mostra que Manaus enfrenta níveis “péssimos” de qualidade do ar nos últimos dois dias.

“Estamos vivendo o pior momento climático do Amazonas. Devido a vários pontos de queimada e desde ontem estamos vendo Manaus encoberta pela fumaça. O índice de qualidade do ar hoje na capital feita por este aplicativo é de assustar, principalmente na zona Sul da cidade. Precisamos realmente de forças para diminuir esses problemas que são graves”, finalizou.

Com informações do AM Post