Internacional

EUA

Trump perto de conquistar indicação republicana com vitórias em Missouri, Michigan e Idaho

Donald Trump avançou neste sábado (02) em sua busca para se tornar o candidato presidencial do Partido Republicano, vencendo eleições internas do partido nos estados de Missouri, Michigan e Idaho, informou a mídia norte-americana.


A Suprema Corte dos Estados Unidos aceitou, na última quarta-feira 28, apreciar o tema da imunidade penal invocada pelo ex-presidente Donald Trump, e o fará no fim de abril, poucos meses antes das eleições presidenciais de novembro.

O ex-presidente já venceu todas as disputas de nomeação estaduais antes da “Superterça” da próxima semana, quando os eleitores em 15 estados dos EUA escolherão seu candidato preferido para cada partido.

Continua depois da Publicidade

Trump ganhou enorme impulso na corrida para obter a indicação republicana na convenção do partido em julho e espera-se que terça-feira praticamente garanta o resultado.

É provável que ele enfrente o presidente Joe Biden nas eleições de novembro, enfrentando os dois pela segunda vez desde 2020.

A votação de sábado no Missouri, Michigan e Idaho foram eleições internas híbridas com regras diferentes, em alguns casos refletindo divisões e tensões, apesar da formidável influência de Trump.

No Missouri, Trump derrotou seu principal oponente, a ex-governadora da Carolina do Sul Nikki Haley, vencendo todas as convenções partidárias do estado, informou o The New York Times.

Qualquer pessoa que expressasse “lealdade ao Partido Republicano do Missouri” poderia votar nas convenções do condado.

Em Michigan, cerca de 2.000 ativistas partidários votaram em uma convenção e Trump conquistou todos os 39 delegados em disputa, informou a CNN.

A votação limitada ocorreu na sequência do caos dentro do partido estadual, incluindo alegações de gastos excessivos e má gestão.

Trump conquistou 16 delegados de Michigan no início da semana em uma votação primária limitada.

O ex-presidente também venceu com folga as prévias republicanas no estado de Idaho, no oeste do país, projetaram a NBC e a ABC.

Haley correu por todo o país na preparação para a Superterça, tentando apresentar argumentos cada vez mais difíceis contra a inevitabilidade da nomeação de Trump.

Com informações da AFP