Guerra

Oriente Médio

Dezenas de mortos enquanto Israel intensifica ataques aéreos em Rafah. Ataque terrestre esta próximo

Os ataques aéreos israelenses mataram pelo menos 28 palestinos em Rafah na manhã deste sábado (10), horas depois de o primeiro-ministro de Israel ter dito que pediu aos militares que planejassem a evacuação de centenas de milhares de pessoas da cidade de Gaza, no sul, antes de uma invasão terrestre. Os ataques israelenses também tiveram como alvo os arredores da capital síria, Damasco, nesta manhã de sábado, disseram os militares sírios.


Resumo:

  • Testemunhas relataram novos ataques aéreos israelenses em Rafah na manhã de sábado , depois que os militares israelenses intensificaram os ataques aéreos, com o medo aumentando entre os palestinos de uma invasão terrestre iminente. Vinte e oito pessoas , incluindo dez crianças , foram mortas em ataques israelenses noturnos.
  • O primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu,  ordenou ao exército que se preparasse para evacuar centenas de milhares de palestinos de Rafah , em Gaza , disse seu gabinete na sexta-feira. A planeada ofensiva de Netanyahu em Rafah, para onde cerca de 1,3 milhões de pessoas fugiram, suscitou a condenação de grupos de direitos humanos e de Washington, enquanto os palestinianos afirmaram não ter mais onde recuar.
  • Os ataques aéreos israelenses atingiram vários locais nos arredores da capital da SíriaDamasco , disseram os militares sírios no sábado. Os ataques vieram da direção das Colinas de Golã ocupadas por Israel, informou a agência de notícias estatal síria SANA, citando um oficial militar não identificado. Três pessoas morreram nos ataques, de acordo com um monitor de guerra.
  • O Ministério da Saúde em  Gaza, governado pelo Hamas, afirma que pelo menos 28.064 pessoas foram mortas e 67.611 feridas  em ataques israelenses no enclave desde 7 de Outubro. Autoridades israelitas afirmam que cerca de 1.140 pessoas foram mortas nos ataques de 7 de Outubro liderados pelo Hamas no sul de  Israel. Os combatentes militantes fizeram cerca de 250  reféns  durante o ataque e 132 ainda estão em Gaza, segundo dados israelenses.

Militares israelenses dizem ter matado dois agentes do Hamas em Rafah, Gaza