Entretenimento

Europa

Até R$ 1,3 milhão por semana: como são os chalés de esqui dos bilionários na Europa

De piscina com folha de ouro a chefs privativos, estas propriedades nos Alpes são as escolhas dos super ricos para aproveitar o inverno europeu.


Para quem procura um chalé de esqui de luxo, não há lugar mais chique do que os Alpes suíços e franceses. Em resorts icônicos como Zermatt e Val d’Isère, você pode encontrar acomodações parecidas com palácios de inverno contemporâneos, com vistas exuberantes e comodidades perfeitas para bilionários (e aspirantes).

Imagine salas de estar vastas de cara com a natureza, vários quartos com banheiro privativo, varandas e banheiros estilo spa. Neste patamar de preço, esses chalés de vários andares têm elevadores, um spa dedicado, uma academia totalmente equipada e uma piscina.

Continua depois da Publicidade

Geralmente, também há salas de projeção, salas de jogos e adegas. A cozinha é invariavelmente de última geração, mas também é o reduto da equipe dedicada que prepara todas as refeições, desde o café da manhã diário e o chá da tarde até jantares com pratos incríveis. Essas moradias são tudo sobre privacidade, conforto, luxo e, sim, aquelas vistas de tirar o fôlego.

Veja a seguir três dos melhores chalés da The Luxury Chalet Company, perfeita para os bilionários no inverno europeu:

Chalet Zermatt Peak

Uma obra-prima arquitetônica situada no coração de Zermatt, oferecendo serviço e luxo incomparáveis ​​com vistas deslumbrantes das montanhas – Foto: divulgação

 

Com vistas deslumbrantes sobre o Matterhorn e situado centralmente acima da encantadora vila, o exclusivo Chalet Zermatt Peak presta homenagem ao design arquitetônico e ao luxo – Foto: divulgação

As vistas do Matterhorn do Chalet Zermatt Peak dão um novo significado ao termo “de tirar o fôlego”. Sobre as pedras e com visão de toda a vila, o espaço tem todos os enfeites de um covil de vilão de James Bond. Distribuído por seis andares, o chalé de 620 metros quadrados acomoda 10 hóspedes e tem cinco suítes de luxo com banheiro privativo, janelas do chão ao teto, áreas de estar, closet e vistas espetaculares.

Todas as suítes têm televisões cinematográficas em HD com som surround digital e conexão Bluetooth. Iluminação, cortinas e aparelhos audiovisuais são todos controlados remotamente. Os banheiros privativos oferecem produtos de beleza e cuidados com a pele, incluindo roupões de design luxuoso e toalhas.

Os chuveiros têm opções de modo chuva, jatos de mão e corpo. A suíte principal inclui uma grande jacuzzi privativa e closet, com vista para o Matterhorn da cama. No telhado, um observatório, uma grande jacuzzi interna/externa e uma área de estar com varanda.

O chalé também apresenta um centro de wellness, um spa de tratamento completo (com rituais exclusivos e massagens aromáticas) e um massagista privativo.

Há uma sauna finlandesa seca e uma sauna sueca úmida, um banho turco em um hammam, além de uma academia privativa.

A casa é equipada com uma equipe, um chef premiado interno e uma adega de vinhos. O preço varia de US$ 68.480 a US$ 205.433 (R$ 335 mil a R$ 1 milhão) por sete noites no chalé.

O interior do Chalet Zermatt Peak foi projetado com um padrão 5*+ que estabeleceu um novo precedente em acomodações em chalés de luxo.

Pela manhã é possível visualizar as três principais áreas de esqui, contemplando onde melhor explorar naquele dia – Foto: divulgação

Conceitualmente, o chalé foi projetado utilizando materiais naturais e mão de obra da mais alta qualidade, incorporando cores quentes e focando na paisagem e vila circundante. As janelas do chão ao teto de 4,5 metros no salão aproveitam ao máximo as vistas deslumbrantes oferecidas.

Os interiores são todos inspirados em designers, com acessórios e acessórios internos exclusivos provenientes de todo o mundo.

Fonte: Forbes