Guerra

Oriente Médio

“A cada bomba minha filha tapa as orelhas e pergunta ‘o que é isso, papai?'”, diz palestino-brasileiro na Faixa de Gaza

Hasan Rabee mora no Brasil e viajou para a Faixa de Gaza com a esposa e as duas filhas pequenas para visitar a mãe e as irmãs. Ele contou o horror que vive com os bombardeios israelenses. "Não existe lugar seguro aqui", relatou.


O palestino-brasileiro chegou há dez dias à cidade de Khan Yunis, no sul da Faixa de Gaza, sem imaginar o que estaria por vir. Desde que os bombardeios israelenses tiveram início, em retaliação ao ataque do grupo Hamas no último fim de semana, ele está em contato com as autoridades brasileiras para tentar voltar ao país.

A situação no local, segundo Hasan, é calamitosa. “Faltam alimentos, Israel cortou a água e a luz, a torre central de telecomunicação foi destruída. Estão tentando cortar tudo para matar a gente”, diz.

Continua depois da Publicidade

Hasan classifica como “mentira” a alegação das forças de Israel de que apenas as infraestruturas do Hamas estão sendo visadas. “Eles atacam residências de civis, bairros inteiros estão no chão. O que estão fazendo conosco é uma miséria”, afirma.