Internacional

Oriente Médio

Austrália e EUA suspendem financiamento de agência da ONU após acusação de participar de ataque contra Israel

O comissário-geral da Agência das Nações Unidas de Assistência e Obras disse que organização está demitindo funcionários supostamente envolvidos nos ataques de 7 de outubro pelo Hamas.


A Austrália suspendeu “temporariamente” o “financiamento recente” à Agência das Nações Unidas de Assistência e Obras (UNRWA) após alegações de que o seu pessoal esteve envolvido nos ataques terroristas de 7 de outubro contra Israel.

“As alegações de que o pessoal da UNRWA esteve envolvido nos abomináveis ​​ataques terroristas de 7 de outubro são profundamente preocupantes”, disse a ministra dos Negócios Estrangeiros da Austrália, Penny Wong, num comunicado publicado neste sábado (27) no X, antigo Twitter.

“A UNRWA realiza um trabalho vital para salvar vidas”, disse a ministra dos Negócios Estrangeiros australiana, Penny Wong – Foto: Mick Tsikas/AAP

Ela acrescentou que, embora “a Austrália acolha com satisfação a resposta rápida da UNRWA”, irá “pausar temporariamente o desembolso do financiamento recentemente anunciado”, à medida que a capital australiana Canberra se envolve “estreitamente com a UNRWA nas investigações” e consulta parceiros internacionais.

Continua depois da Publicidade

Ela acrescentou que “a Austrália continuará a apoiar o povo de Gaza e a trabalhar para fornecer assistência humanitária” e reiterou o apelo de Camberra para que “os civis sejam protegidos e tenham acesso humanitário”.

Na sexta-feira (26), o comissário-geral da UNRWA, Philippe Lazzarini, disse que a agência estava rescindindo “imediatamente” os contratos dos funcionários que estariam supostamente envolvidos nos ataques de 7 de outubro.

EUA também suspende financiamento de agência da ONU

A Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina no Próximo Oriente (Unrwa, em inglês) revelou que abriu uma investigação sobre vários funcionários suspeitos de envolvimento nos ataques de 7 de outubro do Hamas em Israel.

Com a notícia, o governo dos Estados Unidos anunciou nesta sexta-feira, 26, que suspendeu temporariamente o repasse de dinheiro para os trabalhos da agência. O corte do financiamento foi anunciado pelo porta-voz do Departamento de Estado, Matthew Miller.

“O Departamento de Estado suspendeu temporariamente o financiamento adicional para a Unrwa enquanto analisamos estas alegações e as medidas que as Nações Unidas estão a tomar para as resolver”, disse Miller em mensagem divulgada pelo no site oficial do Departamento de Estado (Department of State, em inglês).

Na mensagem, Miller afirma ainda que é importante que a Unrwa aborde estas alegações e tome quaisquer medidas corretivas apropriadas, incluindo a revisão das suas políticas e procedimentos existentes.

Mais cedo, o comissário-geral da Unrwa, Philippe Lazzarini, disse que “qualquer funcionário envolvido em atos de terrorismo será responsabilizado, inclusive através de processos criminais”.

Em comunicado, a União Europeia também disse estar “extremamente preocupada” e reiterou “a sua mais veemente condenação aos ataques dos terroristas do Hamas contra Israel, que não têm justificativas”.

Com informações da CNN internacional