Guerra

Oriente Médio

Israel realiza primeiros ataques na região de Bekaa, no leste do Líbano, reduto do Hezbollah

Pela primeira vez desde o início dos confrontos, a força aérea israelense realizou ataques perto da cidade de Baalbeck, na planície de Bekaa, no leste do Líbano, onde fica localizada a maior comunidade brasileira do Oriente Médio. Os ataques mataram dois membros do Hezbollah, segundo fontes locais.


Os alvos visados pela força aérea israelense estão próximos à cidade de Baalbeck, uma das mais importantes fortalezas do Hezbollah, conhecida por seus templos romanos. Essa é a primeira vez que ataques israelenses atingem essa região, localizada na planície de Bekaa, no leste do Líbano.

Fontes de segurança e testemunhas disseram que os ataques destruíram galpões de armazenamento de alimentos, uma casa alugada próxima a essas instalações e um veículo. Os aviões israelenses também realizaram ataques contra outro reduto do Hezbollah, o maciço de Iqlim el-Touffah, a leste da cidade de Saida, 55 km ao sul de Beirute.

Continua depois da Publicidade

Na mesma região, o partido de Hassan Nasrallah anunciou em 26 de fevereiro que havia derrubado um drone israelense Hermes 450 usando um míssil terra-ar. Vídeos mostrando a aeronave em chamas e um rastro de fumaça branca circularam nas redes sociais. Em seguida, aeronaves israelenses dispararam mísseis contra os destroços do drone.

Enquanto isso, as trocas de artilharia e os disparos de foguetes do outro lado da fronteira continuaram, como acontece todos os dias, desde 8 de outubro de 2023.

“Escalada perigosa”

Em mais de quatro meses, pelo menos 248 pessoas, a maioria combatentes do Hezbollah e de outros grupos aliados a ele, mas também 33 civis, foram mortas no sul do Líbano, de acordo com uma contagem da agência AFP. Do lado israelense, 16 pessoas foram mortas, dez soldados e seis civis, de acordo com o exército. A violência entre o exército israelense e o Hezbollah também deslocou dezenas de milhares de pessoas em ambos os lados da fronteira.

Hezbollah contra-ataca atingindo base militar israelense

O Hezbollah anunciou na segunda-feira que bombardeou uma base militar israelense em resposta aos ataques que atingiram o leste do Líbano pela primeira vez desde o início da guerra em Gaza, matando dois membros do poderoso grupo libanês.

O Hezbollah “disparou 60 foguetes Katyusha contra a base de Nafah”, nas colinas ocupadas de Golã, “em resposta” aos ataques israelenses contra a região de Baalbeck, na planície de Bekaa, anunciou o grupo pró-iraniano.

Questionado pela AFP, o exército israelense disse que “dezenas de foguetes” haviam sido disparados do Líbano.

Mais cedo, Israel anunciou que tinha como alvo as posições do Hezbollah em Baalbeck em retaliação a um ataque de mísseis terra-ar que destruiu um grande drone israelense sobre o sul do Líbano pela manhã.

Um dos ataques teve como alvo um depósito do Hezbollah e o outro um prédio pertencente ao grupo islâmico nos arredores da cidade de Baalbeck, disse uma fonte de segurança à AFP.

O Hezbollah anunciou a morte de dois de seus combatentes. A região de Baalbeck, em Bekaa, na fronteira com a Síria, é um reduto do Hezbollah, que tem uma grande presença militar.

(Com AFP)