AnúncioAnúncio

Previsão para 2024: eleições nos EUA, Olimpíadas de Paris, COP 29 e muito mais

O ano de 2024 pode estar apenas começando, mas parece que será cheio de ação. Com uma série de eventos políticos, ambientais, culturais e atléticos cruciais no horizonte, pode ser difícil acompanhar o que está por vir. Estabelecemos um cronograma de alguns eventos importantes que certamente definirão 2024.

ONU alerta para expansão contínua do Daesh (Estado Islâmico) na África

Grupo terrorista aumentou ataques no Mali, Burkina Fasso e Níger; Sudão e RD Congo também registram crescimento de ataques; relatório aponta estrutura descentralizada do grupo como fator dificultando ações antiterrorismo; texto cita Moçambique, Egito e Iêmen por iniciativas que limitaram ações do grupo.

Avião de Prigozhin que caiu na Rússia era da Embraer; Brasil poderia participar de investigação

Modelo da aeronave era da família de jatos Legacy; fundador do grupo de mercenários Wagner estava a bordo e não houve sobreviventes, disseram autoridades locais.

Estilista brasileira exalta moda da África para reconquistar juventude local

Nas grandes cidades africanas é possível ver, cada vez mais, pessoas nas ruas usando réplicas de roupas e acessórios de famosas grifes ocidentais, jeans, moletons, bolsas, entre outros. Produtos originais também são encontrados, mas os falsos são mais baratos e, com isso, mais populares. Peças coloridas consideradas tradicionais do continente africano são menos procuradas pelos mais jovens, fato que a estilista brasileira Rita Cazergues lamenta: “Os africanos são coloridos, são alegres e a moda africana tem uma história”, frisou.

1.800 ataques terroristas registrados na África Ocidental nos primeiros seis meses de 2023

Omar Touray disse ao Conselho de Segurança da ONU que meio milhão de pessoas na Comunidade Econômica de 15 países da África Ocidental, conhecida como CEDEAO, são refugiados e quase 6,2 milhões são deslocados internos. Mercenários do Grupo Wagner da Rússia para ajudar a combater uma insurgência islâmica.

Meleagbo, a primeira revista LGBT+ da África Ocidental

Um passo à frente em um continente onde cerca de trinta países condenam e reprimem ataques a pessoas LGBT+. Mas o caminho continua repleto de armadilhas.